Tipos de granito: Características, vantagens e tipos para cozinha

Perguntas e respostas sobre o que é e os tipos de granito, como o Verde Labrador e o Verde Ubatuba, Branco Marfim e o Branco Itauna, o Branco Nepal, entre outros. Por que usá-lo na cozinha?

» Página Inicial

O que é o Granito?

O granito tem a sua formação da rocha magmática. Ele é composto de feldspato, que confere a coloração, o quartzo, a mica (biotita/moscovite) e anfibólios, que são minerais essenciais com alta resistência a até agentes químicos.

[caption id="attachment_283" align="alignnone" width="800"]Torres del Paine na Patagônia Chilena Torres del Paine na Patagônia Chilena[/caption]

As vantagens de escolher o granito são pela sua maior resistência tanto aos riscos, quanto à elevação da temperatura. Ele também tem grande resistência com a água e gorduras, não cedendo facilmente a mudanças climáticas constantes, pois não perde sua cor.

Essa pedra também pode ser encontrada em abundancia no planeta, facilitando a sua obtenção, apesar de existirem diferentes tipos, sendo alguns deles somente encontrados em uma pequena área ou país.

Por que usá-lo na cozinha?

Pia balcão de granito

O granito usado na cozinha serve para suportar a umidade, as fontes de calor, como as panelas quentes, e os agentes químicos, como produtos de limpeza. Ou seja, ele é resistente, fácil de limpar e não exige tanta manutenção, o que o torna excelente para um ambiente que precisa ser higienizado constantemente.

Além de existirem versões brancas que transmitem uma melhor impressão de limpeza e leveza. Também é necessário ter em mente que o granito é um material frio, tornando ambientes mais frescos e confortáveis, principalmente durante o verão e no clima tropical brasileiro que oferece altas temperaturas durante grande parte do ano.

Outro ponto positivo é o valor do granito, que pode ser considerado baixo quando comparado a outras pedras como: Calcário e Mármore.

Quais os tipos de granito?

tipos de granito

Os principais tipos de granito se diferenciam por sua cor, que muitas vezes indicam a sua localidade. Por exemplo, os granitos de São Paulo têm uma tonalidade verde, conhecida como Verde-Ubatuba, os de Minas Gerais são os Lilás-Gerais, e na Bahia predomina uma tonalidade de azul, o Azul-Bahia.

Mas eles podem ser pretos, cinzas, vermelhos, amarelos, azuis, rosa, marrom e creme, com cor homogênea ou pontilhados.

Os verdes escuros se assemelham muito ao preto, sendo possível verificar a diferença apenas com a luz do sol. Neles se destacam o Verde Labrador e o Verde Ubatuba.

Dentre os Pretos, estão o Preto Absoluto, o Preto São Gabriel, o Preto Via Láctea e o Preto Indiano.

Na linha dos marrons é possível encontrar o Café Imperial, o Tabaco Tp, o Marrom São Paulo e o Bordeaux.

Os brancos e beges tem entre suas opções o Branco Marfim, o Branco Itauna, o Branco Nepal, o Branco Ceará, o Branco Siena e o Bege Duna.

Amarelos são uma boa escolha e seus destaques são o Amarelo Santa Cecília, o Amarelo Icaraí e o Amarelo Florença.

A linha dos vermelhos e rosas conta com opções como o Amêndoa Capri, o Vermelho Itaipu, o Bragança, o Kinawa e o Rosa Raissa.

Os cinzas como Cinza Andorinha, Cinza Corumbá, Ocre Itabira, Cinza Absoluto e o Prata.


 
Veja também: